Morreu Diego Armando Maradona

Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira, na sua casa, avança o jornal argentino Clarín. A confirmação da sua morte foi também dada pelo seu agente e amigo Marias Morla à agência espanhola EFE.

O antigo capitão da seleção argentina, que atualmente é treinador do Gimnasia de la Plata, foi hospitalizado a 2 de Novembro devido a anemia e desidratação, apresentando igualmente um estado depressivo, tendo os exames a que foi submetido revelado a presença de um hematoma subdural.

A vida de Diego Maradona foi marcada por muitos problemas de saúde decorrentes da sua vida de excessos.

Em 2000, teve um ataque cardíaco, após uma overdose de drogas, durante umas férias em Punta del Este, no Paraguai, a que se seguiu um longo processo de cura em Cuba. Em 2004, numa altura em que pesava mais de 100 quilos, sofreu outro enfarte em Buenos Aires, e chegou a ser submetido a uma cirurgia de estômago para perder peso.

A par do brasileiro Pelé, que completou 80 anos em outubro, Maradona é considerado um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos com uma carreira marcante com passagens pela seleção argentina, com a qual conquistou o Campeonato do Mundo, e no Nápoles onde levou a equipa italiana aos melhores da sua história, o que incluiu a conquista de duas ligas italianas, as únicas do palmarés do clubes, e uma Taça UEFA.

Enquanto treinador, o argentino  teve o ponto alto da carreira quando orientou a seleção do seu país durante dois anos, tendo alcançado os quartos de final do Mundial2010, na África do Sul, competição em que foi derrotado pela Alemanha (4-0).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *