40% dos portugueses diz que não sobrevive financeiramente a novo confinamento

Um inquérito da Fixando – realizado no âmbito da implementação do Estado de Contingência – indica que 40% dos portugueses não irá sobreviver financeiramente em caso de estado de emergência ou confinamento, temendo mesmo não aguentar mais de dois meses com a vida profissional e os negócios estagnados. 

No estudo – cujas questões se centraram no actual estado do País – 2/3 dos inquiridos acredita que os negócios serão afetados pelo novo Estado de Contingência, com 3 em cada 10 a defender que as medidas são prejudiciais para a economia nacional. 

Com base nos rendimentos atuais, 68% afirmam ainda que o seu emprego ou negócio foi afetado pela pandemia, sendo que, em média, existiu uma quebra mensal na ordem dos 978€ no rendimento dos portugueses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *