Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários sente-se desrespeitada

A Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários considerou ontem “um total desrespeito” que os operacionais que integraram o dispositivo de combate a incêndios florestais continuem sem receber as comparticipações financeiras de setembro.
A associação lamenta que a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil não tenha avançado com qualquer justificação para o não pagamento da compartição financeira de 50 euros por dia e avança que pediu uma reunião “com caráter de urgência” ao ministro da Administração Interna para a resolução deste problema.
A Liga dos Bombeiros Portugueses também já tinha avançado que os milhares de operacionais envolvidos no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais ainda não receberam as compensações de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *