Câmara quer cidade de Loures como “motor” do concelho

Na biblioteca José Saramago teve lugar uma apresentação e debate dos projectos que poderão alterar profundamente as caracteristicas da cidade de Loures.

Mudança do campo do Sportivo de Loures para terrenos no Infantado, construção de um novo mercado, ampliação do parque Adão Barata com ligação aos terrenos envolventes da Quinta do Conventinho, mudança do Lidl para uma zona mais próxima da avenida central libertando os terrenos para outros fins, utilização para serviços municipais e eventuais residências universitárias dos dois edifícios que a Câmara adquiriu nas Sapateiras, Centro Cultural na zona da Quinalhas, construção de uma variante à Avª da República, são alguns projectos que fazem parte de um plano global de revitalização da cidade de Loures.
As principais ideias foram apresentadas na Biblioteca José Saramago, na final da tarde do dia 10 de Janeiro, no decorrer de um debate que teve a participação de representantes da Associação de Comércio, dos Bombeiros Voluntários de Loures, do Grupo Sportivo de Loures, da Escola Sttau Monteiro entre outras instituições e associações e técnicos municipais.
“A cidade de Loures tem de ter dinamismo suficiente para arrastar atrás de si o concelho”, disse Bernardino Soares, presidente da Câmara de Loures. Para a realização de todo este conjunto de projecto é essencial garantir financiamentos. Uns serão da responsabilidade da Câmara, de fundos comunitários, de eventuais participações centrais e outros do interesse dos privados, existindo, garantiu Bernardino Soares, muitos interessados em investir na cidade de Loures.
Depois da apresentação global, o objectivo é passar à fase de esmiuçar cada um dos projectos, um processo que a autarquia pretende realizar como até aqui, ou seja, ouvindo a população e os mais directamente envolvidos.

(Parceria Horizonte FM/ Jornal “notícías De Cá e De Lá”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *