Câmaras de Loures, Porto e Oeiras criticam atual modelo de descentralização

Os presidentes das câmaras municipais do Porto, Oeiras e Loures criticam o atual modelo de descentralização e desconcentração de competências do Estado e defenderam a regionalização. 

Bernardino Soares, presidente da Câmara de Loures, critica os contestatários da regionalização – que alertam para os encargos adicionais resultantes da criação de “um novo nível de organização do Estado” – defendendo que é preciso “ordenar as estruturas intermédias do Estado a nível regional, que já existem, dar-lhes legitimidade democrática e usar melhor os recursos que existem”. 

Já Isaltino Morais – que preside ao Município de Oeiras – sublinha o facto de o atual modelo de descentralização não ser uma transferência efetiva, mas apenas “uma delegação de competências”, sem os meios adequados, que classifica como “um presente envenenado” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *