Festival de Almada homenageia actor e encenador Rui Mendes

A 37.ª edição do Festival de Almada, que arranca hoje e se prolonga até ao próximo dia 26, vai homenagear os mais de 60 anos da carreira do actor e encenador Rui Mendes, sendo que a exposição “O actor que queria ser sinaleiro” vai estar patente no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, durante todo o evento.

Desta edição do festival, destaque para os Colóquios na Esplanada – com actores e encenadores -, a apresentação do livro “O que pode ser visto”, do encenador alemão Hajo Schülere, resultante dos ‘workshops’ do ano passado; além da participação da coreógrafa Madalena Victorino, para as oficinas deste ano de “O Sentido dos Mestres”.

Ao todo são 17 espectáculos, com 14 produções portuguesas e 3 estrangeiras, repartidas por 90 sessões, cinco palcos em Almada e 1 em Lisboa, no Centro Cultural de Belém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *