Guardas prisionais iniciam greve

Os guardas prisionais iniciam esta quinta-feira uma nova greve nacional, que se irá prolongar até ao próximo 18.
A paralisação acontece após os guardas terem realizado uma greve de 4 dias e um plenário no Estabelecimento Prisional de Lisboa, que impediu a realização de visitas aos reclusos e desencadeou anteontem um motim naquela prisão, onde foram queimados colchões e papéis e destruído algum material.
Também ontem mais de metade dos reclusos da prisão de Custóias, no Porto, recusaram-se a almoçar, obrigando os guardas a disparar balas de borracha para o ar para repor a ordem e colocá-los nas celas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *