Moita recusa competências nas áreas da Educação e Saúde

Câmara da Moita recusa exercer, neste e no próximo ano, as competências da Administração Central nas áreas da Educação e Saúde. 

O município considera que esta descentralização coloca novos e sérios problemas à gestão das autarquias e, sobretudo, à resposta aos problemas das populações; pelo que vai reclamar, junto da Assembleia da República, a cessação de vigências dos diplomas em causa. 

O executivo municipal da Moita reivindica, ainda, a reposição das freguesias liquidadas contra a vontade das populações; a recuperação financeira dos municípios e da sua plena autonomia, entre outras matérias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *