Morte de 17 mulheres durante a gravidez, parto e pós-parto, em 2018

A ministra da Saúde revelou que já está a decorrer uma investigação à morte de 17 mulheres durante a gravidez, parto e pós-parto, em 2018 – que representa um aumento de quase 100% face ao ano anterior -, esperando Marta Temido apresentar os resultados até final do ano.
A governante referiu também à possibilidade de equipas médicas fixas na urgência dos hospitais, mas reconheceu que a tendência dos últimos anos tem sido ao contrário e que tem havido cada vez mais o recurso a empresas prestadoras de serviço.
Marta Temido afirmou ainda que há que “melhorar a organização dos cuidados no Serviço Nacional de Saúde”, com destaque para as urgências, pelo que considera necessário “aumentar a resposta ao nível da rede de cuidados de saúde primários”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *