Palmela: Castro de Chibanes poderá ser convertido em turismo cultural

O sítio arqueológico Castro de Chibanes, em Palmela – que ocupa uma área com cerca de 1 hectare e cujos vestígios mais antigos remontam a um período entre os 5000 e 3700 anos antes de Cristo – poderá ser convertido em local para turismo cultural. 

Da fortificação calcolítica foram identificados dois troços de muralha, reutilizados posteriormente durante os períodos da Idade do Ferro e do romano-republicano, e durante as escavações foram recolhidas cerâmica, peças decorativas e diverso equipamento militar como lanças e setas. 

Os coordenadores da obra “Castro de Chibanes na Conquista Romana — Intervenções Arqueológicas de 1996 a 2017“ afirma que o que já se sabe permite conservar e reconstituir as diversas fases de ocupação de Chibanes”, deixando em aberto a possibilidade de transformar o Castro num local de turismo cultural.

0 Partilhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *