Poluição do ar na Av. Liberdade continua acima do limite legal

Em Lisboa, a poluição do ar na Av. Liberdade continua acima do limite legal durante 2022, com uma concentração de dióxido de azoto “superior em cerca de 12,5% ao valor máximo”. 

O alerta é da associação ambientalista ZERO, que indica que os valores de dióxido de azoto nesta artéria central da capital apresentaram uma média anual de 45 micrograma por metro cúbico, uma concentração superior ao valor máximo exigido na legislação nacional e Diretiva Europeia da Qualidade do Ar, que é de 40 micrograma por m3. 

Os ambientalistas destacam ainda que nalguns dias a concentração média excedeu mesmo o valor de 200 micrograma por m3, realçando que a poluição do ar “é responsável pela morte prematura de cerca de 6 mil pessoas todos os anos em Portugal”, estando associada ao surgimento ou agravamento de doenças como acidentes vasculares cerebrais, problemas de coração, cancro do pulmão e doenças respiratórias.

0 Partilhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *